‘Presença da mãe é essencial’, diz idosa símbolo da luta contra autismo

temple_grandin_-_paulo_villas_boas

Michel MontefeltroDo G1 em Ribeirão e FrancaComente agora

Temple conta que a mãe foi fundamental no seu desenvolvimento (Foto: Paulo Villas Boas/ Divulgação)

Quem assiste às palestras da professora Temple Grandin, de 67 anos, não imagina que na infância ela não se relacionava com outras pessoas e só pronunciou a primeira palavra aos quatro anos de idade. Diagnosticada autista grave, Temple formou-se em veterinária, fez pós-doutorado na área e é especialista em ciências animais. Os passos para a nova vida foram dados graças à ajuda da mãe, que a incentivava a ter uma rotina normal. “Se não fosse pela dedicação dela, talvez eu não chegasse onde estou.”

Nascida em Boston, nos Estados Unidos, Temple foi diagnosticada ainda criança com grau considerado grave de autismo. Os médicos indicaram internação em uma clínica psiquiátrica, decisão que dividia a família, já que o pai concordava, mas a mãe optava por uma educação inclusiva. “Sempre que alguém nos visitava, minha mãe me obrigava a receber o convidado, dar a mão para cumprimentá-lo, pegar o casaco, conversar e ficar com todos na sala. Isso fez com que eu aprendesse um comportamento novo, algo que não conhecia.”

A insistência da mãe em fazê-la conviver com outras crianças e ensiná-la que a doença não a deixava diferente das outras pessoas, conseguiu mudar o jeito de Temple ser e pensar. Hoje, a veterinária viaja o mundo transmitindo os mesmos ensinamentos aos pais de crianças autistas. Para ela, o apoio da família – e, principalmente, das mães – é fundamental na formação e na evolução do filhos.

“O pai e a mãe têm que perceber o comportamento das crianças, têm que sentir se há alguma coisa errada. Por isso, a presença da mãe é essencial. Não pode ficar só jogando videogame. Elas precisam sair, ver e viver o mundo”, afirmou a professora, cuja história de superação virou tema de filme lançado em 2010 e que conquistou o Emmy – considerado o oscar da TV norte-americana – em cinco categorias.

Temple Grandin venceu o autismo e hoje ajuda outras pessoas a superarem a doença (Foto: Paulo Villas Boas/ Divulgação)Temple esteve em Ribeirão Preto durante rápida
visita ao país (Foto: Paulo Villas Boas/ Divulgação)

Desenvolvimento
Ainda segundo Temple, os pais devem incentivar os filhos autistas a praticarem atividades culturais, para o desenvolvimento cognitivo das crianças. A professora relembrou que aos oito anos, a mãe percebeu sua vocação para as artes e a fez participar de aulas de pintura e trabalhos manuais na própria escola onde estudava. Aos 14 anos, Temple também foi levada pela mãe para uma fazenda e foi nessa oportunidade que teve a ideia de desenvolver o que ela chama de “máquina do abraço”, ao observar como as vacas eram vacinadas.

“Os animais eram colocados em um corredor com barras de ferro, que se fechavam. Eles não se machucavam e ficavam tranquilos. A pressão ajudava a acalmar os bichos. Eu gostei e tive a ideia de copiar isso, criando a máquina do abraço. Eu controlava a pressão da máquina e ficava ali até 20 minutos”, afirma.

Em uma rápida visita pelo Brasil, Temple esteve em Ribeirão Preto (SP) e afirmou que o autismo não deve ser encarado pelos pais e pela sociedade como um obstáculo. “Existem dois tipos de cérebro: um social e outro pensante. Aqueles que têm cérebro social, estão por aí, passeando e socializando. Os pensantes, são capazes de fazer criar coisas geniais.”

Mundo Azul Informativo

 

Anúncios

FELIZ DIA DAS MÃES -MUNDO AZUL GRUPO DE PAIS

mae-voce-plantou-em-mim

 

 

 

O Mundo Azul Grupo de Pais deseja a todas as Mães um Feliz dia com muita saúde e felicidade.

Mãe, você plantou em mim o amor, harmonia e paz. Soube ensinar-me a ser alguém antes de ter. Você mostrou sempre como amar e perdoar. Agradeço a Deus por você ser minha mãe. Feliz Dia das Mães!

Mundo Azul Grupo de Pais.

Carta de Agradecimento ao Mundo Azul Grupo de Pais – Ação Global Nacional Salgueiro

1939401_232015940337876_715564768_n

Carta de Agradecimento ao Mundo Azul – Ação Global Nacional Salgueiro

Prezado Senhor,

 

A Ação Global Nacional Salgueiro,  realizada no dia 26/04, gerou uma média de público em torno de 93.663 atendimentos nos 131 serviços efetivados pelo SESI e parceiros.

O evento é um mutirão de solidariedade para contribuir com a inclusão social e o fortalecimento da cidadania e sua instituição é parte fundamental nesse processo.

O Sistema FIRJAN agradece pela participação e esperamos que na próxima Ação Global estejamos todos juntos novamente.

Ana Carla Alcântara

Gerente de Suporte Operacional

Gerência de Suporte Operacional – SESI/SENAI

Tel.: 55 (21) 2563-4588

www.firjan.org.br

Causas do autismo são genéticas e ambientais na mesma proporçãoAFP

1238898_463576280436319_949939404_n

Causas do autismo são genéticas e ambientais na mesma proporçãoAFP

autismo

Um amplo estudo realizado na Suécia mostra que os fatores ambientais são tão importantes quanto a genética como causa do autismo.

“Ficamos surpresos com o resultado, porque não esperávamos que os fatores ambientais fossem tão importantes para o autismo”, comentou Avi Reichenberg, pesquisador do Mount Sinai Seaver Center for Autism Research, em Nova York.

Estes fatores, não analisados pelo estudo, poderiam incluir, segundo os autores, o nível sócio-econômico da família, complicações no parto, infecções sofridas pela mãe e o uso de drogas antes e durante a gravidez.

Os pesquisadores disseram terem se surpreendido ao descobrirem que a genética tem um peso de cerca de 50%, muito menor do que as estimativas anteriores, de 80% a 90%, segundo um artigo publicado no Journal of the American Medical Association.

O resultado partiu da análise de dados de mais de 2 milhões de pessoas na Suécia entre 1982 e 2006, o maior estudo já realizado sobre as origens genéticas do autismo, que atinge uma em cada 100 pessoas no mundo.

Estatísticas americanas recentes revelam que uma em casa 68 pessoas é autista nos Estados Unidos.

Os autores da pesquisa trabalham no King’s College de Londres e no Instituto Karolinska de Estocolmo.

Os cientistas ainda desconhecem as origens do autismo. Estudos recentes apontam para uma origem pré-natal deste fenômeno patológico.

DESABAFO DE UM CORAÇÃO AZUL …

logo_vertical (3)
DESABAFO DE UM CORAÇÃO AZUL …Meu nome é Ilton Francisco Caruso . Nasci em 06 outubro de 1963 . Sou o mais velho dos três filhos que meus pais geraram . Vivi toda minha infância ( feliz !!!) no subúrbio da zona da Leopoldina , na cidade do Rio de Janeiro .
Minha história é muito parecida com a de tantas outras pessoas que conhecemos por aí , neste mundo afora !
Como a grande maioria dos brasileiros , tive que começar a trabalhar ainda muito cedo , para ajudar em casa . Tive a sorte e a benção de encontrar uma profissão que me permitiu crescer , tendo sido necessário me empenhar muito mais , trabalhando e estudando à noite, para conseguir ser promovido .
Casei , tivemos nossa primeira filha , minha princesa Duda , nossa filha MUITO amada , e a vida seguia e rumava seu caminho .
Mas acalentava em meu coração um sonho … Um sonho que partilhava apenas com minha esposa , em raros momentos … Sonhava em ter um menino … Um menino que me acompanhasse aos jogos de futebol , um menino que eu ensinaria a soltar pipa e que , talvez quem sabe ? , pudesse ser tão bom no jogo de bafo quanto eu .
Um menino ….
Perdi a conta das inúmeras noites em que sonhei acordado com aquele filho que herdaria meu amor pelo fluminense .
Mas a vida dizia não … Repetidas vezes , não …
Até que minha esposa precisou ser submetida à uma cirurgia de coluna e o médico desaconselhou por completo uma nova gravidez . Seria arriscado para ela e também para a criança .
O assunto ficou esquecido durante muito tempo ….
Mas Deus tem desígnios que somente Ele conhece !
Nossa princesa já havia completado 10 anos quando Chris se descobriu novamente grávida !!!
Foi um susto , mas ao mesmo tempo uma grande alegria !
Gabriel nasceu e foi muito festejado !
Ele se desenvolveu normalmente até os dois anos e então …
O AUTISMO entrou em nossas vidas e roubou nossos sonhos e expectativas !
Sofri meu luto até conhecer meus amigos Keyla Blank e Rogério Decnop que nos apresentaram aos nossos também amigos Denise Fonseca e Luciano Aragão.
Nos sentimos amparados !
A dor foi diminuindo e fui percebendo , aos poucos , que poderíamos não apenas e tão somente sobreviver ao diagnóstico , como também , poderíamos estimular nosso filho a se desenvolver .
No Natal de 2010 , recebi o maior presente de minha vida : Gabriel , pela primeira vez , me chamou de pai !!!
Percebendo o quanto os autistas podem se desenvolver através das intervenções adequadas , resolvi tornar o sonho de minha amiga Denise em realidade !
Denise sonhava em criar um grupo que pudesse acolher as famílias e lutar , trabalhando pela conscientização da sociedade .
Em março de 2011 , nascia o Mundo Azul !
Tímido , porém alegre !
Não tínhamos e ainda NÃO temos sede !
Ou melhor , temos como sede , o imenso céu azul que acolhe à todos nós , sem distinção ou preconceito !
Eu sou Ilton Francisco Caruso , cidadão brasileiro ,que paga impostos e que torce pelo Fluminense .
Sou Ilton Caruso , 50 anos , casado , dois filhos e dedico metade dos meus fins de semana no campanha de conscientização do autismo , panfletando e informando às pessoas .
Chova ou faça Sol , sei que esta é uma missão que amo e realizo com seriedade , transparência e bom humor .
Jamais quis , e sequer objetivei , representar alguém , além de mim mesmo e minha família.

Não pretendo ser herói !
Sou apenas e , tão somente , Ilton Franciso Caruso , um cidadão que acredita que podemos fazer algo pelo próximo , sem interesse de receber algo em troca .
Tampouco sou bandido !
Assim sendo , NÃO mereço os recentes ataques realizados por algumas mães e pais de autistas à minha pessoa !!!
Repudio toda e qualquer forma de censura , de agressão e campanhas com o único objetivo de difamar , caluniar e manchar a minha idoneidade .
O crime que cometi ????
A esta altura , você deve estar se perguntando …
O crime que eu cometi , ou melhor , o crime que eu e meus amigos do Mundo Azul cometemos foi o crime de emitir nossa opinião , ainda que de forma educada , respeitosa , EMBASADA e FUNDAMENTADA em estudos e estatísticas .

Quanto às opiniões divergentes , vivi uma época de minha vida em que era proibido discordar …. Era a chamada e malfadada ditadura civil militar …
Digo civil , pois no início deste movimento , grandes setores da sociedade civil apoiaram o golpe militar .
Aliás , saibam que NENHUM ditador chegou ao poder sem o apoio de alguns setores da sociedade … Ainda que estes mesmos setores da sociedade tenham sido ,posteriormente, os primeiros a sofrer as sanções e censuras do próprio regime que ajudaram a instalar!
Será que nos dias de hoje estaríamos vivendo uma nova censura ?
Será que estamos vivendo sob a ameaça de uma mordaça virtual ?
Se assim for , “Pai , afasta de mim este cálice … !”
Não me calarei !
Não me acovardei quando menino e NÃO irei fazê-lo agora com meio século de vida !
Ainda tendo recebido mensagens anônimas intimidatórias justamente no dia em que me submeteria a um procedimento de cateterismo.
Ainda que tenha recebido telefonemas raivosos , vindo de pessoas que apenas vociferam insultos vazios e que FOGEM de debates reais e necessários .
Um dos mais importantes pilares que sustentam a DEMOCRACIA é o DEBATE !
Sem ele , morrem idéias e apenas o que teremos é a IMPOSIÇÃO de pontos de vista não amplamente debatidos .
Se este foi o meu crime e de meus companheiros , sinto muito , mas não voltaremos atrás!
Mas não irei aceitar ataques pessoais à mim ou à minha família , como vem acontecendo!
Assim sendo , NÃO me furtarei a buscar REPARAÇÃO de quem me DIFAMOU ou me DIFAMAR e de quem ofendeu a minha honra !
Fui acusado de ter interesses escusos , mas não recebo dinheiro com isso , ao contrário , GASTO do meu próprio bolso . Não tenho interesse político , pois não sou filiado à nenhum partido e não almejo cargo ou função no Poder Executivo .
Sou Ilton Franciso Caruso , cidadão brasileiro , casado e com dois filhos , que sonhou um dia , poder ajudar ao próximo .
Apenas e tão somente isso .
Nem herói e MUITO menos vilão !
Eu exijo e mereço RESPEITO !!!!
Mundo Azul Grupo de Pais
Ilton Caruso.

CRIMES CONTRA A HONRA – MUNDO AZUL INFORMATIVO

ILTONNNNNNNNNNN
Em razão do MUNDO AZUL E ALGUNS DE SEUS MEMBROS terem sido vítima de crime contra a honra, aproveitamos para divulgar a campanha do CNJ – CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA. DENUNCIE NO SITE: http://www.safernet.org.br/site/
O que diz o Código Penal:
Calúnia
Art. 138 – Caluniar alguém, imputando-lhe falsamente fato definido como crime:
Pena – detenção, de seis meses a dois anos, e multa.
Difamação
Art. 139 – Difamar alguém, imputando-lhe fato ofensivo à sua reputação:
Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa.
Injúria
Art. 140 – Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro:
Pena – detenção, de um a seis meses, ou multa.

Para mais informações, acesse o Código Penal:http://bit.ly/1dqm1Rx.

MUNDO AZUL GRUPO DE PAIS

Mundo Azul e Maryse Suplino participam do programa Atitude Consciente da jornalista Lúcia Leme falando de Autismo.

Ilton Carauso-Lúcia Leme-Maryse Suplino-foto de Alberto Jacob Filho  (1)

O Mundo Azul representado por Ilton Caruso (mesmo tendo feito um cateterismo no dia anterior) esteve no programa da Jornalista Lúcia Leme junto com Maryse Suplino para discutir e informar um tema muito importante que é a abordagem do Autismo.

Foi fantástico e muito proveitoso esta entrevista que vai ao ar no dia  08/05/2014 as 09;00hs com reprises as 13h,17 h e 21h.  

SEGUE LINK PARA ACESSO.

MultiRio Web rádio     http://multirio.rio.rj.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=445&Itemid=123&pag=webradio#

SINOPSEATITUDE CONSCIENTE RETOMA OS TEMAS TRATADOS NA SÉRIE DE TV “INCLUSIVE EU”, PRODUZIDA PELA MULTIRIO. NO PRIMEIRO PROGRAMA, VAMOS ABORDAR A INCLUSÃO DE PESSOAS DIAGNOSTICADAS COMO AUTISTAS, DESTACANDO A IMPORTÂNCIA DA INFORMAÇÃO PARA GARANTIR QUALIDADE DE VIDA A QUEM TEM A SÍNDROME. 

PROPOSTA: ABORDAR POSSIBILIDADES, PERSPECTIVAS PARA, DESSA FORMA, COMBATER O PRECONCEITO E APROXIMAR AS PESSOAS DITAS “NORMAIS” DAS QUE SÃO DIAGNOSTICADAS COM ALGUM TIPO DE TRANSTORNO GLOBAL DE DESENVOLVIMENTO. 

TÓPICOS:

– O MOMENTO DA DESCOBERTA DO TRANSTORNO – O QUE FAZER?

– O PAPEL DA FAMÍLIA

– O  PAPEL DA ESCOLA

–  A  QUESTÃO DO  PRECONCEITO

– POSSIBILIDADES DE CRESCIMENTO

Mundo Azul Grupo de Pais trabalhando em prol do Autismo.