Estudo do ‘hormônio do amor’ abre caminho para tratamento de autismo

  • 2010-341264203-2010071585611.jpg_20100715

 

 

 

Publicado:12/09/13 – 6h00
Atualizado:12/09/13 – 9h31

Pesquisa abordou isolamento de portadores de autismo
Foto: Simone Marinho
Pesquisa abordou isolamento de portadores de autismo Simone Marinho

O nome “oxitocina” pode ser pouco reconhecido, mas seu apelido — o “hormônio do amor” — dá uma pista de seus atributos. Agora, pesquisadores da Universidade de Stanford descobriram que a substância tem um papel muito maior do que unir casais e garantir os laços entre mães e filhos. Falhas no código genético de autistas ligadas à regulação do hormônio podem explicar sua dificuldade na interação com outras pessoas. O estudo revela um novo caminho para o desenvolvimento de terapias para distúrbios neurológicos.

Mundo Azul Informativo.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: