Archive | Março 2013

VEM AI – 2 DE ABRIL DIA MUNDIAL DA CONSCIENTIZAÇÃO DO AUTISMO NO BRASIL

28173_464733106933798_640765418_n

 

 

 

 

 

VEM – AI – 2 DE ABRIL DIA MUNDIAL DA CONSCIENTIZAÇÃO DO AUTISMO NO BRASIL.

MUNDO AZUL GRUPO DE PAIS

O BRASIL PRECISA CONHECER O AUTISMO.

Anúncios

Adaptação de livro premiado sobre autista recebe oito indicações a prêmio de teatro

13085316

 

 

 

 

A adaptação teatral de um livro sobre um menino com autismo é o favorito para a premiação mais importantes do teatro britânico, com oito indicações ao prêmio Olivier, enquanto a atriz Helen Mirren foi indicada pela nova atuação como a rainha Elizabeth.

“The Curious Incident Of The Dog In The Night-Time”, peça baseada no livro “O Estranho Caso do Cachorro Morto”, de 2003, de Mark Haddon, estreou no Teatro Nacional de Londres em 2012 e foi transferido para o distrito teatral londrino de West End este ano.

Os organizadores da premiação disseram que as indicações incluíram de Melhor Peça Nova, Melhor Direção, Melhor Ator, para Luke Treadaway, Melhor Atriz Coadjuvante, além de Melhor Iluminação, Som e Cenografia, e Melhor Coreógrafo de Teatro.

O novo musical “Top Hat”, baseado no filme estrelado por Fred Astaire e Ginger Rogers, recebeu o segundo maior número de indicações, em sete categorias.

O musical “Sweeney Todd”, sobre o barbeiro demoníaco da Rua Fleet, recebeu seis indicações, enquanto “The Audience”, estrelado por Helen Mirren como a rainha e o musical “Kiss Me, Kate” receberam cinco indicações cada.

Mirren, de 67 anos, foi nomeada para Melhor Atriz pela nova interpretação da rainha Elizabeth 2ª. Ela ganhou um Oscar de Melhor Atriz em 2007 por sua atuação no filme “A Rainha”.

Ela concorre com outra atriz britânica de renome, Kristin Scott Thomas, de 52 anos, por seu papel em “Old Times”. Também disputam o prêmio principal feminino a cantora que virou atriz Billy Piper, em “The Effect”, e Hattie Morahan em “A Doll’s House”.

Rupert Everett foi indicado para Melhor Ator por “The Judas Kiss”, competindo ao lado de James McAvoy, de “Macbeth”, Mark Rylance, de “Twelfth Night”, Rafe Spall por “Constellations”, e Treadaway.

Os teatros de Londres desfrutaram em 2012 do nono ano consecutivo de recorde de bilheteria, com arrecadação de 530 milhões de libras (830 milhões de dólares) no ano passado, um leve aumento sobre 2011.

informativo mundoazul

Arthur e o Infinito – Um Olhar Sobre o Autismo

 

O Mundo Azul – Grupo de Pais O Brasil Precisa Conhecer o Autismo exibira com exclusividade aqui no Rio de Janeiro uma chamada no Dia Mundial da Conscientização do Autismo no Brasil  o Filme Arthur e o Infinito – Um Olhar Sobre o Autismo com Direção da Jovem e talentosa Diretora Julia Rufino no Cristo Redentor.

Uma grande Honra e um grande presente para todas as famílias.

Mundo Azul Grupo  de Pais

O Brasil Precisa Conhecer o Auitismo.

São Paulo – Caminhada “O Brasil precisa conhecer o autismo”

20130228_120250

 

 

 

A União deste grupo de pais terá muitas sementes por todo o Brasil.

Em parceria com várias associações, familiares, entidades e pessoas ligadas à causa do autismo, e o apoio da Associação SABESP, Câmara Municipal de São Paulo e empresas privadas, organizaram a Caminhada “O Brasil precisa conhecer o autismo”, que acontecerá em 7 de abril de 2013 (domingo), a partir das 9 h, na Av. Paulista em São Paulo.

 

O evento faz parte do Movimento Nacional em prol da conscientização sobre o autismo, em comemoração ao “Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo”, celebrado no dia 2 de abril.

 

A concentração ocorrerá a partir das 8 horas, na sede da Associação SABESP, à Rua 13 de Maio, 1642. A saída está prevista para as 9 horas, num percurso de 2,2 km, sem obstrução de vias de tráfego, pela calçada da Rua 13 de Maio rumo à Praça Oswaldo Cruz, mantendo-se à direita também na calçada da Avenida Paulista até o vão do MASP.

 

Pede-se a familiares, amigos e convidados do público em geral que se vistam de azul, munidos com adereços, faixas e cartazes alusivos ao autismo.

 

Serão distribuídos folhetos visando à conscientização e ao conhecimento sobre o autismo, tratando tanto dos sintomas e características da síndrome, quanto da busca de diagnóstico em redes de atendimento médico.

 

O objetivo da manifestação é chamar a atenção para o reconhecimento da luta pela conscientização sobre o autismo, com destaque aos seguintes aspectos:

– A importância da união das famílias em defesa dos direitos das pessoas com autismo.

– O reconhecimento do direito do autista como pessoa com deficiência, conquistada por meio da mobilização em prol da aprovação da Lei Federal nº 12.764/12, Lei Berenice Piana, que institui a “Política Nacional de Proteção dos Direitos das Pessoas com Transtornos do Espectro do Autismo”.

– A regulamentação da Lei Municipal nº 15.409/11, que estabelece diretrizes para a formulação de políticas de atendimento às pessoas com Transtornos do Espectro do Autismo, na cidade de São Paulo.

– As estatísticas mundiais indicam que, atualmente, a cada 88 nascimentos, 1 é de autista, sendo que para cada 4 meninos, 1 é menina.

– O autismo não é uma doença, mas uma síndrome, que consiste em transtornos comportamentais.

– Ainda não há cura para o autismo, mas pesquisam avançam nessa busca e direção.

– O diagnóstico e intervenção precoces e atendimento multidisciplinar são fundamentais.

– Autistas têm direito à escola inclusiva e/ou especial, assim como de apoio para obterem acesso a saúde, cultura e esporte.

– A necessidade de capacitação de estudantes de diversas áreas da saúde e da educação, para se tornarem profissionais habilitados a desenvolver métodos de intervenção educacional, terapêutica e médica que possibilitem a melhoria significativa da condição de vida do autista.

– A existência de uma grande população de adultos autistas sem nenhuma ou pouca assistência educacional, terapêutica, médica, enfim, qualquer tipo de intervenção, cujas famílias necessitaram de apoio público e privado, para que se construam oficinas, centros diários de convivência, residências assistidas, além de obtenção de acesso a cultura, lazer e esporte a que autistas adultos têm legítimo direito.

Porque o Mundo Azul trabalha a informação e Conscientização do Autismo no Brasil.

299897_349435895177322_54912348_n 

Porque o Mundo Azul trabalha a informação  e Conscientização do Autismo no Brasil. 

As novas estatísticas do Centro Nacional de Saúde e Estatística mostram que o número de crianças norte-americanas afetadas pela desordem do espectro autista (DEA) aumentou consideravelmente no último ano. Na última medição, uma em cada 88 crianças tinha o transtorno, agora, esse número aumentou para uma em cada 50.

Para o estudo, foram entrevistadas mil famílias em diferentes regiões dos Estados Unidos que tiveram que responder perguntas sobre saúde, incluindo se o filho sofria com o transtorno autista e quando ele havia sido diagnosticado. As crianças analisadas estavam na faixa dos seis aos 17 anos. Para o estudo anterior, foram consideradas crianças na faixa dos 8 anos que haviam sido diagnosticadas em centros médicos e registros oficiais.

Essa elevação das taxas do transtorno indica, segundo o autor da pesquisa Stephen Blumberg, que provavelmente haverá mais demanda por serviços e tratamentos e que os profissionais de saúde precisam estar preparados. Assim como os outros estudos, os novos dados mostraram também que os meninos têm quatro vezes mais probabilidade de ter autismo e que entre 15% e 20% das crianças diagnosticadas não têm mais a condição.

A ciência não descobriu até hoje a causa da doença. O que os especialistas concordam é a forte influência da genética na alteração do funcionamento do cérebro do autista. Alguns genes – e muitos foram identificados – podem ser herdados dos pais, algo raro, ou sofrer  mutações durante a formação do embrião. Mas não para por aí. Várias teorias são relacionadas a todo momento com o aparecimento do transtorno, mas nem todas são referendadas pelos médicos e nada é conclusivo. Alimentação, infecções na gravidez e até intercorrências no parto ou nos primeiros anos de vida integram essa lista. As pesquisas relacionam até fertilização in vitro e prematuridade.

Segundo Antonio Carlos de Farias, neuropediatra do Hospital Pequeno Príncipe (PR), o diagnóstico de autismo não é simples, e deve ser feito por um especialista, mas os pais devem estar atentos desde cedo com o comportamento dos bebês. Em especial aqueles que não oscilam reação de fome ou frio, ficam muito quietos no berço, demonstram uma fixação maior pelo objeto que pelas pessoas e não têm costume de olhar nos olhos”, diz.

Mundo Azul-Grupo de Pais

o Brasil Precisa Conhecer o Autismo.

Adesivos do Mundo Azul

524916_547516761935714_1005951346_n

 

 

 

Adesivos do Mundo Azul para usar no carro ajudando a divulgar o Autismo.

Mundo Azul Grupo de Pais

O Brasil Precisa Conhecer o Autismo.

 

Atenção Pais fiquem atentos-Sintomas Autismo

480977_424166951007702_1750097668_n
Atenção Pais fiquem atentos ! Ajudem a divulgar estas características !
Atenção as características, informação é o melhor tratamento contra o preconceito.

02 de Abril Dia Mundial de Conscientização do Autismo

Mundo Azul Grupo de Pais
O Brasil Precisa Conhecer o Autismo.