Mãe inglesa cuida de dois meninos com autismo e um com Down


Mãe inglesa cuida de dois meninos com autismo e um com Down
Becky Kenyon, de 40 anos, é um raro caso em 9 milhões de mulheres.
Meninos de 15, 13 e oito anos convivem bem com suas condições.

Uma inglesa de 40 anos é mãe de três meninos com condições diferentes, o que a coloca em uma estatística rara – de um caso para 9 milhões.

Apesar dos problemas, Becky Kenyon não acha que lhe faltou sorte e se diz orgulhosa de criar Ben, de 15 anos, Harry, de 13, e Charlie, de 8, com alegria e determinação. O mais velho apresenta uma doença do espectro autista, chamada síndrome de Asperger, o do meio tem síndrome de Down e o caçula, o autismo clássico.
Charlie, Ben e Harry aparecem felizes com a mãe, que luta para cuidar deles (Foto: The Sun/Reprodução)Por causa da condição dos três, a mãe fica com eles em tempo integral. Segundo ela, a situação foi mais difícil no começo, e o mais importante é que os meninos estão vivos e cheios de amor para dar e receber.
A primeira criança a ser diagnosticada foi Harry, logo ao nascer. O segundo foi Ben, com 2 anos de idade. A família percebeu algo diferente pelo fato de ele não gostar de ser abraçado, não entender a diferença entre “sim” e “não”, e se descontrolar quando está triste ou com raiva.
Na terceira gravidez, Becky nem se preocupava com o sexo, só queria dar à luz um bebê saudável. Charlie nasceu prematuro, mas até aí tudo parecia bem.

Pais de autistas se mobilizam para trocar experiências sobre o problemaGene que causa tipo de epilepsia também provoca autismo, diz estudoAutismo pode ser apenas sintoma de uma síndrome mais grave
Mulher autista que pensa como animais é ‘encantadora ‘ de rebanhos
Ator e pedagogo com síndrome de Down relata preconceito e superaçãoJovem com síndrome de Down dá exemplo de boa saúdeCom 1 ano e meio, o garoto começou a andar na ponta dos pés – e a mãe desconfiou de que havia algo de errado. Logo, ele foi diagnosticado com autismo. A partir daí, o menino começou a ter problemas na fala e na comunicação social, a se esquivar de situações e ficar extremamente estressado.

A inglesa se culpava muito pela condição dos filhos e chegou a entrar em depressão quando Charlie tinha 4 meses, mas tomou remédios e melhorou. Ela lembra que chegou a sofrer com Ben, que não queria Harry por perto, razão pela qual a mãe tinha que levar o filho do meio para onde quer que fosse.

Quando Ben cresceu, as coisas ficaram mais fáceis. Ele e Harry foram para a escola, e Charlie acabou ficando sozinho com Becky.

Em novembro de 2008, ela e o marido Andy se separaram. No ano passado, a inglesa conheceu um homem em um pub e está junto com ele desde então. Ele também tem ajudado a cuidar dos meninos.

Segundo Becky, por alguma razão, ela foi escolhida para ser mãe do trio, e a felicidade que eles trouxeram à vida dela compensa cada noite passada sem dormir.

Mundo Azul Grupo de Pais
O Brasil Precisa Conhecer o Autismo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: