Archive | Novembro 2011

JORGE FERNANDO EU APOIO – O BRASIL PRECISA CONHECER O AUTISMO

JORGE FERNANDO COM A CAMISA EU APOIO-O BRASIL PRECISA CONHECER O AUTISMO

Jorge Fernando Ator e Diretor de novela entra na campanha Eu Apoio – O Brasil Precisa Conhecer o Autismo afirmando que é importante a conscientização e informação.
Valeu amigo.

Rodrigo Nogueira¨-Minotauro e Rogério Nogueira Minotauro Eu Apoio O Brasil Precisa Conhecer o Autismo

Antônio Rodrigo “Minotauro” Nogueira,lutador brasileiro da categoria peso-pesado de MMA.É um dos maiores representantes das artes marciais brasileiras.Seu irmão gêmeo, Antônio Rogério Nogueira, também é lutador de MMA entram na campanha Eu Apoio O Brasil Precisa Conhecer o Autismo.

ART POPULAR EU APOIO – O BRASIL PRECISA CONHECER O AUTISMO

ART POPULAR EU APOIO O BRASIL PRECISA CONHECER O AUTISMO


Art Popular entra na campanha Eu Apoio – O Brasil Precisa Conhecer o Autismo e ressalta a importancia de conscientização para população.
ART POPULAR é um grupo musical brasileiro, dos gêneros pagode e samba-canção, criado na zona norte de São Paulo no início dos anos 90.
Após tocar em bares e boates de São Paulo por 8 anos, o Art Popular lançou seu primeiro disco por um selo independente em 1993, chegando a vender 170 mil cópias e abrindo caminho para um contrato com uma grande gravadora, a EMI. O segundo CD, “Nova Era”, teve vários sucessos, como “Valeu Demais”, “Bom-Bocado” e “Iraê”, ganhando discos de ouro e platina.

A partir do quarto álbum, “Sambapopbrasil” (1997), o grupo passou a apresentar algumas influências eletrônicas, como na canção “No paraíso, Eu e você”, bem como da música sertaneja. O disco seguinte, “Sambapopbrasil 2”, trouxe como convidados o grupo vocal norte-americano Take 6 e o cantor Billy Paul. Seu “Acústico MTV”, lançado em 2000, teve participação de Jorge Ben Jor e Ebony Vox, além de ser o primeiro CD Acústico MTV de um grupo desse gênero musical na história da MTV.

No início da primeira década de 2000 um desentendimento num aeroporto, envolvendo a banda LS Jack, acabou em agressões físicas de ambas as partes. O caso foi amplamente divulgado pela mídia e depois esclarecido.
FormaçãoFormado originalmente por Leandro Lehart (Paulo Leandro Fernandes Soares, 25 de janeiro de 1972), vocalista, compositor e produtor do grupo; Márcio Art (Márcio Ferreira Lisboa, 1 de março de 1967), também vocalista; Denilson Pimpolho (Claudnilson da Silva Franco, 1 de Setembro de 1968), tantã; Tcharlinho (Douglas José dos Santos, 4 de novembro de 1969), pandeiro; Evandro (Evandro Fernandes Soares, 14 de setembro de 1965), repique de mão; e Malli (Marcelo de Lima Oliveira, 23 de outubro de 1968), percussão.

Com a saída de Leandro (que lançou o CD “Solo” em 2001, voltou em 2003 e saiu em 2005), também passou a fazer parte do grupo em 2006 o músico Pelezinho (Wilson Paes), cavaquinho, violão e voz, que deixou o grupo em 2008. No mesmo ano foi substituído por Pedrinho Black, finalista do programa Ídolos.
Valeu e obrigado

Thiago Lacerda Eu Apoio – O Brasil Precisa Conhecer o Autismo

Thiago Lacerda

Thiago Lacerda com a camisa Eu Apoio - O Brasil Precisa Conhecer o Autismo

Thiago Lacerda entra na campanha Eu Apoio -O Brasil Precisa Conhecer o Autismo,ele acha importante a conscientização e informação para população.
Biografia
Thiago Lacerda destacou-se na natação antes de ser ator. Começou cedo, aos três anos, e disputou competições até os 18 anos. Começou a cursar Administração, mas foi para a oficina de atores na Globo e trancou a faculdade. Ganhou sua primeira oportunidade aos 19 anos, interpretando Lula, em “Malhação”. O passo seguinte foi a minissérie “Hilda Furacão”, com o personagem Aramel, em 1998, em que contracenava com Rodrigo Santoro e Ana Paula Arósio. A boa atuação rendeu o prêmio de ator revelação do ano e um contrato de dois anos com a TV Globo.

Aos 20 anos Lacerda ganhou o papel que iria torná-lo conhecido no Brasil todo: Mateo Batistela, o protagonista, imigrante italiano, da novela das oito “Terra Nostra”. Para desempenhá-lo foi a São Paulo, que tem muitos imigrantes italianos, para aprender o sotaque e a cultura. Estudou ainda gaita e tarantella (dança típica da Itália).

Embora nem sempre como protagonista, Thiago Lacerda chegou a roubar a cena em algumas novelas como “Páginas da Vida”, de Manoel Carlos, em que interpretava Jorge Fragoso e vivia uma espécie de conto de fadas com a ex-BBB Grazi Massafera. Embora o seu personagem não tivesse grande destaque, o romance na novela fez grande sucesso entre o público, o que teria causado desentendimentos e ciúmes no elenco.

Desde que começou na Globo, Thiago Lacerda só parou em 2008: antes disso, esteve todos os anos em alguma novela ou minissérie. Sua intenção era tirar um ano sabático, mas não conseguiu porque quatro meses depois se arriscou em sua primeira peça de teatro: “Calígula”, que ficou em cartaz em 2009, com texto de Albert Camus. Antes disso havia participado apenas da encenação da “Paixão de Cristo”, na Semana Santa, em Pernambuco, em 2008, o que voltará a fazer em 2011.

Ator típico de TV e com pouca experiência em teatro, Thiago Lacerda arriscou-se um pouco mais no cinema, tendo feito cinco filmes: “A Paixão de Jacobina”, “Irmãos de Fé”, “Muito Gelo e Dois Dedos d’água”, “Se Eu Fosse Você” e “Segurança Nacional”.
CARREIRA
Telenovelas

1998 – Pecado Capital
1999 – Terra Nostra
2001 – As Filhas da Mãe
2002 – O Beijo do Vampiro
2003 – Celebridade
2005 – América
2006 – Páginas da Vida
2007 – Eterna Magia
2009 – Viver a Vida

Minisséries e seriados

1997 – Malhação
1998 – Hilda Furacão
2000 – Aquarela do Brasil
2003 – A Casa das Sete Mulheres
2004 – Quem vai ficar com Mário?
2010 – As Cariocas

Teatro

2008 – A Paixão de Cristo
2009 – Calígula

Cinema

2002 – A Paixão de Jacobina
2004 – Irmãos de Fé
2006 – Muito Gelo e Dois Dedos d’água
2006 – Se Eu Fosse VocÊ
2010 – Segurança Nacional

valeu e obrigado

PASTORA ANA LÚCIA EU APOIO- O BRASIL PRECISA CONHECER O AUTISMO

PASTORA ANA LÚCIA EU APOIO - O BRASIL PRECISA CONHECER O AUTISMO

A Pastora Ana Lúcia entra na campanha Eu Apoio- O Brasil Precisa Conhecer o Autismo.
Valeu

PADRE RENATO MARTINS DA TAQUARA EU APOIO- O BRASIL PRECISA CONHECER O AUTISMO

PADRE RENATO MARTINS

PADRE RENATO MARTINS COM A CAMISA EU APOIO -O BRASIL PRECISA CONHECER O AUTISMO

O Padre Renato Martins adere a campanha Eu Apoio -O Brasil Precisa Conhecer o Autismo.
O padre Renato começou a ser evangelizador muito antes de pensar em seguir o sacerdócio. Padre Renato Martins hoje é pároco da Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Fátima e Santo Antonio de Lisboa, na Taquara, e Capelão da Polícia Militar. Quem o vê pregando a Palavra de Cristo, com tanto amor e convicção, não imagina sua história.

Renato nasceu em uma família protestante. Por parte de mãe, era de uma Igreja Presbiteriana, já por parte de pai era da Assembléia de Deus. Hoje, ele tem certeza de que, até na tragédia, Deus está sempre agindo, conforme observou em sua conversão: mesmo ainda sendo criança, na ocasião em que o Papa João Paulo II sofreu o atentado e quase morreu, na Praça de São Pedro, a visita do Sumo Pontífice à prisão para perdoar o homem que o agredira chamou muito a sua atenção. Renato quis ir a uma Igreja Católica orar pelo Papa, mas soube que seria muito difícil, pois a sua família não aceitaria.

Um dia, sua avó, vendo o desejo do neto de conhecer a Igreja Católica, organizou uma forma de que ele, ao invés de ir para o culto com a família, fosse visitar a Igreja Católica. No mesmo momento, ele se apaixonou e nunca mais voltou para a Igreja Presbiteriana. Renato Martins logo começou a realizar o seu papel de cristão e converteu sua mãe, sua irmã e aos poucos toda a sua família.

Ao começar a fazer o curso preparatório para o Crisma, o jovem de apenas 16 anos foi convidado para conhecer o Seminário São José. De início, ele pensou que não era esse o caminho que deveria seguir, mas não foi isso que Deus tinha reservado para ele. Em outra visita, ele gostou e começou a participar dos encontros vocacionais, até que decidiu receber o Sacramento da Ordem e contar para os seus pais. A reação deles não foi muito boa, mas ninguém poderia ir contra o chamado de Deus. Renato Martins foi ordenado sacerdote no dia 9 de junho de 2001.

– Eu agradeço a Deus todos os dias por ter me fortalecido e amparado nos momentos difíceis. Hoje, sou muito feliz por ser sacerdote. Só tenho que agradecer a Deus por ele ter me mandado tantas pessoas para pastorear, numa comunidade tão maravilhosa, disse o Padre.

Padre Renato Martins é muito querido em sua comunidade, a Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Fátima, que conta com cerca de seis mil pessoas que participam todos os finais de semana da Santa Missa. Ele explica que nela há todas as pastorais. Além disso, Padre Renato é animador da Obra das Vocações Sacerdotais, no Seminário São José, e está também responsável pela Iniciação Cristã no Vicariato Jacarepaguá.

Na Polícia Militar, ele é Capelão e trabalha no presídio de policiais. Para ele, o trabalho mais difícil é sepultar os policiais.

– Mesmo com todo o sofrimento, eu me sinto feliz de poder consolar e confortar o coração das famílias que se vêem desesperadas naquele momento. Então, eu vejo que Deus age me dando palavras certas e podendo fazer de mim instrumento para acalmar aqueles corações, explicou o Padre.

Padre Renato acredita que Ser Padre é se esforçar ao máximo para conquistar o povo de Deus e conduzí-lo pelo caminho do Senhor.

– Essa é a minha oração, a cada dia: Senhor, faça de mim um Bom Pastor, finalizou o Padre.

Leanna Scal
Site:www.arquidiocese.org.br